Mart'nália Canta Vinicius de Moraes

Mart'nália Canta Vinicius de Moraes O Novo Álbum! Em todas as lojas e plataformas digitais.
FACEBOOK
INSTAGRAM
TWITTER
DEEZER
ITUNES
SPOTIFY
YOUTUBE
BANDSINTOWN
© 2018 Mart'nália.
Todos os direitos reservados.
Design by STUCKY TALENTS

MART’NÁLIA CANTA VINICIUS DE MORAES | SALVADOR, BA

Details

Sala Principal | Teatro Castro Alves

Salvador, BA
janeiro 17, 2020
20h
Show

About Tour

Mart’nália já gravou e cantou nos seus shows muitas coisas lindas… E sempre cantou Vinicius de Moraes, sua paixão… O “poetinha” eterno que tem uma obra vasta e surpreendente.

Sua mãe Anália quando ficava brava mandava logo um vai praaaa….. TONGA DA MIRONGA…rsrsrs e Martinho seu pai assovia canções dele o tempo todo e foi assim que ela cresceu!!!

Por isso mesmo o CD escolhido eo show prazerosamente cantado é Vinicius de Moraes! O cd foi produzido musicalmente por Arthur Maia (6 faixas) e Celso Fonseca (6 faixas) e acaba de ganhar o GRAMMY LATINO de 2019 do melhor disco de samba!

O show tem direção geral de Marcia Alvarez e Mart’nália, a Luz será assinada por Daniela Sanchez. O show foi arranjado por Jorjão Barreto que também participou do cd.

O show deverá acrescentar todas as outras canções já gravadas por ela: Pra que chorar, Mulata do Sapateado, Tempo feliz, Sei Lá – a vida tem sempre razão, e outras mais….

Enquanto vcs na platéia poderão cantar e se emocionar!

A banda: Mart’nália -voz e percussão, Jorjão Barreto – vocal e teclados, Humberto Mirabelli -violão e guitarra, Rodrigo Villa- contra baixo, Flavio Santos -bateria, Macaco Branco – percussão e Analimar Ventapane – vocal.

Majur, a nova voz baiana

Apontada como a nova geração da cena musical brasileira, Majur traz uma diversidade presente no seu trabalho, em uma crescente carreira. Sua nova música de trabalho “20ver” – lançada em agosto de 2019 – reforça sua identidade plural e canta o amor de uma forma múltipla com suingue do afro-pop celebrando os encontros. Em estúdio, Majur prepara seu próximo álbum, com previsão de lançamento para 2020.

Revelada ao mundo pelos olhos de Caetano Veloso, em uma de suas festas –
em sua casa na Bahia – a artista foi destaque no carnaval de Salvador deste ano, se apresentando nos trios elétricos de Daniela Mercury, Psirico e no Camarote Expresso 2222. Em tempo, a diva black participou do single Amarelo, do novo álbum de Emicida ao lado de Pabllo Vittar. Majur também foi uma das atrações do badalado Baile da Vogue de 2019, e na Virada Cultural de São Paulo onde se apresentou ao lado do happer Hiran. Recentemente Majur foi uma das convidadas de Caetano, para cantar ao seu lado, no programa “Música Boa” do Multishow.

Identificada de gênero não binária, a artista não se importa de se referirem a ela como menino ou menina; ainda esse ano, se tornou a primeira brasileira a ter uma foto sua postada nas redes sociais da grife italiana Gucci e tem participado de várias ações de marketing publicitário, como um ônibus do Spotify que circula na cidade de Salvador – sua cidade natal.

Majur se apresenta cantando desde os cinco anos de idade. Já foi voz da Janelinha do Natal, integrou o Coro da Orquestra da Juventude de Salvador, e venceu festivais como o FACE (Festival Anual da Canção Estudantil). Mas foi uma participação improvisada – que mais parecia ensaiada – no show da banda Liniker e os Caramelows, em agosto de 2018, que alavancou sua carreira às vésperas de lançar o seu primeiro EP “Colorir” – disponível em todas as plataformas digitais.

Inspirada em James Brown, Tim Maia e Fat Family, Majur faz uma MPB contemporâneo com toques alternativos, que mistura soul, manipulação tecnológica e claves de matrizes africanas para falar de amor, do cotidiano e de si mesma. Ela abre o EP Colorir, lançado em show no Portela Café, dia 1° de dezembro, com Africaniei.

Colorir tem ainda “Náufrago”, com a participação do rapper baiano, natural de Alagoinhas, Hiran, – Que tem previsão de lançamento do clipe para o primeiro semestre de 2019 – e a canção “Detalhe”. As duas faixas falam de amor e contrastam com Africaniei, mais rítmica e com elementos da música afro.

Em 2018, a baiana foi destaque do Afro Fashion Day (a maior passarela negra do Brasil) evento do Jornal Correio/Rede Bahia e foi convidada para fazer a abertura do show da cantora pernambucana Duda Beat. Em 2019 a cantora assinou contrato com a gravadora Uns Produções, de Paula Lavigne, integrando ao time com vários artistas como: Caetano Veloso, Teresa Cristina, entre outros e se prepara para lançar a segunda parte do seu álbum “Colorir”.

Share